Home Destinos de Viagem Viaje de trem por dez destinos europeus

Viaje de trem por dez destinos europeus

6
1218

Cada um viaja da maneira que funciona melhor para si: alguns gostam de conhecer um ou dois destinos por viagem, enquanto outras pessoas amam um roteiro intenso, que passa por vários lugares diferentes em poucos dias.

Se você se enquadra na segunda opção, nós preparamos um roteiro especial de trem para conhecer dez destinos em uma só EuroTrip.

A escolha do trem não foi à toa. O meio de transporte pode ser muito vantajoso em uma viagem como esta. Confira os motivos:

  1. Embora o voo entre alguns trechos da viagem possa ser mais curto, a logística para voar é um pouco mais complicada: há toda uma burocracia a seguir, com check-in, despacho de bagagens e filas que fazem com que seja necessário chegar com muita antecedência no aeroporto. Por isso, em trechos de até sete horas, pode ser mais ágil viajar de trem.
  2. Ao desembarcar, você não terá que esperar sua bagagem chegar até você. Basta levá-la consigo.
  3. Os trens europeus são muito mais pontuais que os aviões. A chance de você perder um dia todo de viagem por um trem atrasado é realmente pequena.
  4. A viagem é mais agradável, não só porque os assentos costumam ser mais confortáveis, mas também porque é possível curtir a paisagem. Além disso, quem garantiu um jeito de se manter conectado em terras europeias pode ficar online durante todo o trajeto sem pagar a mais por isso.
  5. Enquanto os aeroportos europeus estão, em geral, situados longe do centro das cidades, as estações de trem costumam ter ótimas localizações no coração dos destinos.

Confira abaixo nosso roteiro especial! O tempo de estadia em cada cidade só depende de você.

Londres

A viagem começa na terra da rainha. A capital inglesa é uma das maiores metrópoles do mundo, e conta não apenas com monumentos icônicos como o Bin Ben, o London Eye e a Ponte de Londres, mas também museus maravilhosos, como o Tate Modern e a National Gallery, e atrações mais populares, como os estúdios de gravações dos filmes de Harry Potter e o mundialmente famoso museu de figuras de cera Madame Tussauds, onde é possível ver réplicas de celebridades como Freddie Mercury, os Beatles, Audrey Hepburn e Barack Obama.

Paris

De Londres até a capital francesa são apenas duas horas e meia de viagem. Um dos destinos mais românticos e clássicos do mundo, Paris guarda a imperdível Torre Eiffel, com seus 324 metros de altura que são belamente iluminados quando cai a noite. Mais do que isso, no entanto, Paris é cheia de charme, e qualquer passeio a pé garante passagem por lugares encantadores, como ruazinhas estreitas de paralelepípedo e flores nas janelas. A gastronomia é um ponto positivo, e não se pode sair de lá sem provar croissant, crêpes e pain au chocolat.

Amsterdã

Um percurso de três horas e quinze minutos te levará até Amsterdã, moderna e vibrante. É o lugar certo para sentir-se livre e aproveitar cada segundo, seja nos bares, baladas ou casas de show. Para aproveitar os cenários deslumbrantes formados por seus canais, árvores e casinhas tradicionais, vale a pena dar um passeio de barco ou bicicleta. Atividades mais clássicas incluem o parque Vondelpark, o Museu Van Gogh e a concorridíssima Casa de Anne Frank – para esta, será necessário comprar o ingresso antes mesmo de embarcar para o Velho Continente.

Berlim

O trajeto de Amsterdã será o mais longo desta EuroTrip, com seis horas e meia. Se quiser otimizar cada segundo da viagem, uma boa opção é fazê-lo durante a noite. Berlim é uma cidade incrível e cosmopolita. Conta com uma vida noturna animada e sem tabus, restaurantes com especialidades de diversos países e muita cerveja. A história e cultura também são interessantes, com construções centenárias e inúmeras atrações relacionadas ao marcante período da Segunda Guerra Mundial. Nossa dica é fazer um tour por um dos bunkers de Berlim, que, além de mostrar como eram as instalações à prova de bomba da época, também conta muitos detalhes do período.

Praga

Mais quatro horas e vinte minutos de viagem e você estará oficialmente no Leste Europeu. E, se você gostou das cervejas de Berlim, prepare-se para amar ainda mais Praga, que tem cervejas de altíssima qualidade por um preço baixo. Afinal, aqui você não estará mais usando o supervalorizado euro. Este destino da República Tcheca tem todos os motivos para ser chamado de “museu a céu aberto”. São inúmeras as construções imponentes espalhadas pela região central, que guarda as principais atrações do local, como o Relógio Astronômico e o Castelo de Praga.

Viena

O trem leva quatro horas de Praga até Viena. Aqui, também há muitos edifícios históricos, mas a relação dos austríacos com eles é um pouco diferente do que em outras cidades europeias. Em Viena, a sensação é a de entrar em uma máquina do tempo. Tradições antigas não morreram com o passar dos anos: ainda são feitos bailes de gala que começaram há centenas de anos, as óperas vienenses ainda são uma atração cultural muito assistida, lojas com mais de séculos de história continuam funcionando. Aproveite a estadia para conhecer um dos famosos cafés da cidade.

Munique

O trajeto de volta à Alemanha leva cerca de quatro horas. Você vai aprender que nem só de Oktoberfest vive Munique. Esse destino alemão é a capital da região da Baviera e combina história e modernidade perfeitamente. No verão, há deliciosos Biergarten, parques onde as pessoas tomam cerveja, como o Hirschgarten e o Engisher Garten. O Centro Histórico é cheio de charme, e há museus diferentes e modernos, como o da BMW. Assim como Amsterdã, é um ótimo lugar para conhecer de bicicleta.

Zurique

Hora de conhecer a Suíça. Zurique está a seis horas de Munique, e é uma cidade relativamente pequena, com 400 mil habitantes, sendo extremamente limpa e organizada. Embora não seja a capital do país, é sua maior cidade e, mesmo sendo conhecida como um importante centro de negócios, possuindo mais de 100 bancos em seu território, é um destino turístico muito completo. Há muitos lugares para fazer compras, belíssimas igrejas históricas, paisagens naturais e museus.

Milão

Assim como Zurique, Milão, que fica a menos de quatro horas da cidade suíça, também combina de forma admirável a posição de centro financeiro e comercial de um país enquanto também se destaca em campos culturais como moda, artes, arquitetura e história. Com um clima de cidade grande, tem atrações absolutamente icônicas: a histórica “A Última Ceia”, de Leonardo da Vinci, a grandiosa Catedral de Milão, a Galeria Vittorio Emanuele II e o Castelo Sforzesco.

Veneza

Em apenas duas horas e meia, é possível chegar a Veneza e apreciar sua arquitetura histórica e seu visual único, recortado por inúmeros canais. Este é, talvez, um dos destinos mais famosos da Itália e, por isso, o lugar perfeito para terminar a viagem. Museus, construções e palácios espalham-se por seu pequeno território, e uma das maneiras mais agradáveis de conhecer os cantinhos charmosos da cidade é caminhando. E, claro, não se pode sair de lá sem um passeio de gôndola!

6 COMMENTS

Comments are closed.